Grande Pirinéus

Nossos Reprodutores

Padrão da Raça

Como Cuidar

fotos dos caes

PADRÃO DO GRANDE PIRINÉUS OU CÃO DA MONTANHA DOS PIRINÉUS

Origem - França
Nome de Origem - Chien de Montagne des Pyrénées
Utilização - Guarda e Pastoreio
Classificação - Pinscher, Schnauzer, Molossos e Boiadeiros Suíços; Tipo Montanhês

Aparência Geral
Cão de tamanho grande, imponente e fortemente constituído, mas não sem uma certa elegância. Possui pele espessa e flexível apresentando muitas vezes manchas pigmentadas sobre todo o corpo.

Comportamento e Temperamento
Utilizado para assegurar, sozinho, a proteção do rebanho contra os ataques dos predadores, sua seleção foi feita sobre suas aptidões para a guarda e seu apego ao rebanho. As principais qualidades conseqüentemente são a força e a agilidade, como também a meiguice e o apego aos que são protegidos por ele. Esse cão de guarda tem uma propensão à independência e um senso de iniciativa que exigem da parte de seu dono uma certa idade.

Proporções
Macho: Altura Máxima 80 cm; Altura Mínima 70 cm; Altura Ideal - padrão não comenta
Fêmea: Altura Máxima 75 cm; Altura Mínima 65 cm; Altura Ideal - padrão não comenta
A largura máxima do crânio é igual ao seu comprimento.
O focinho é ligeiramente mais curto do que o crânio.
O comprimento do corpo, da ponta do ombro à ponta da nádega, é ligeiramente superior à altura do cão na cernelha.
A altura do peito é igual à metade da altura na cernelha ou ligeiramente inferior.

Olhos: Olhos pequenos, com uma expressão inteligente e contemplativa, de cor Castanho Âmbar ou Castanho-escuro em forma de amêndoa com contorno preto. A expressão dos olhos deve ser doce e sonhadora. Falhas: Olhos redondos, demasiado claros ou proeminentes; segunda pálpebra visível; expressão maldosa ou selvagem. Falta de pigmentação em torno dos olhos.

Orelhas: Colocadas ao nível dos olhos; pequenas; de forma triangular e arredondadas nas pontas; caem pendentes junto à cabeça; sobem um pouco quando o cão está alerta. Falhas: As orelhas demasiado compridas, largas, torcidas, dobradas, ou de inserção demasiado alta.

Pescoço: Forte e bastante curto. Falhas: Barbela demasiado descaída.

Dentes : A dentição deve ser completa. Os incisivos do maxilar superior cobrem os do maxilar inferior, com mordedura em tesoura. Falhas Eliminatórias: Prognatismo.

Ombros : Moderadamente oblíquos. Largos e musculados.

Corpo : Imponente. Caixa torácica ligeiramente arredondada, peito largo e profundo. Linha dorsal direita, dorso largo e sustentado (firme). Flancos pouco descidos. Garupa ligeiramente oblíqua. Falhas: Espinha dorsal arqueada, para cima ou para baixo. Posteriores mais altos que os Anteriores.

Pernas : Os Anteriores são rectos e fortes. Franjas nos membros anteriores e posteriores sendo nestes mais abundantes e duradouras. Os posteriores são largos, magros e moderadamente angulares. Ambos os posteriores têm de ter esporões duplos. Falhas: Posteriores rectos. Pés que giram para dentro ou para fora. Falhas Eliminatórias: Ausência de esporões duplos.

Pés: Pouco alongados, compactos e com os dedos ligeiramente arqueados. Falhas: Pés demasiado longos e lisos.

Cauda: Bastante longa, tufada e em forma de pluma. Em repouso apresenta-se baixa, com a ponta preferencialmente em forma de gancho; quando o cão está em movimento a cauda ondula acima da parte traseira formando um círculo. Falhas: Cauda demasiado curto ou comprida; não levanta formando um círculo quando em movimento.

Pêlo: Longo, liso, flexível e muito abundante. Mais comprido na cauda, nas coxas e no pescoço onde se pode apresentar ligeiramente ondulado. Sub-pêlo espesso e lanoso. Falhas: Pelo curto ou encaracolado. Ausência de sub-pêlo.

Cor: Branco com, ou sem manchas cinzentas (ou com pelo de texugo) ou amarelo pálido ou laranja em manchas na cabeça, orelhas e na raiz da cauda. As malhas da coloração do texugo são as mais apreciadas. Alguns cães têm algumas malhas no corpo. Falhas: Cores à excepção daquelas indicadas acima.

Movimento: Apesar de seu tamanho, o cão de Montanha dos Pirinéus tem um movimento muito livre, nunca parecendo pesado, bem pelo contrário é muito elegante.

Falhas: qualquer discrepância em relação aos pontos mencionados anteriormente deve ser considerada uma falha e a sua gravidade deve ser avaliada na exacta proporção do seu grau. Nota: Todos os animais masculinos devem ter dois testículos aparentemente normais e descidos inteiramente no escroto.

Apesar de o Montanha dos Pirinéus poder apresentar-se reservado em ringue durante uma exposição canina, qualquer sinal de timidez excessiva, nevosismo ou agressividade são inaceitáveis e considerado uma falha grave.


Nota - fonte de informações sobre o padrão dos Grandes Pirinéus: www.casadosonhobranco.com; www.dogtimes.com.br; www.montanhadospirineus.com; www.estilors.com.br; http://pets.cosmo.com.br